Analise dos números

1

Como está a saúde da sua empresa?

Nas empresas os números falam a verdade e atestam a saúde da empresa.
Aprendi com o @paulo.de.vilhena.oficial a importância de olhar para o ” chassi” de qualquer negócio: os marcadores das análises contabilísticas, e fazê-lo como olhar atento e cuidado.

Os números têm uma linguagem universal, trazem uma comunicação mais factual, mais objectiva. Confesso que tenho um certo fascínio pelos números e gosto de comunicar com eles – sei até que sou o número 11, em numerologia.

Na sua empresa, como é que os números podem ajudar?

A análise dos números permite tomar decisões alinhadas com os resultados a que se propôs chegar, que é o seu propósito, enquanto empreendedor, líder, gestor ou colaborador.
As empresas não são só números, são organizações geridas por pessoas. Pessoas que tomam decisões, que exercem um conjunto de acções, que leva a um determinado resultado, os números mostram a eficiência desses resultados.

Comece por fazer um diagnostico gratuito e receba uma análise do seu negócio.

O momento presente, agora, pode não parecer, mas acredite, que esta é a melhor fase para tomar decisões.

Contactos pelas várias redes disponíveis ou através, hmiranda@paulodevilhena.com

Decisões Conscientes

Imergir numa crise, implica tomar decisões. Na escassez, lutar pela existência.

Vivemos um processo que surge de um evento negativo, que gera stress e obriga a mudança. Na mudança vamos assumir novas responsabilidades, ou novas relações sociais, ou um novo estilo de vida.

O amanhecer trouxe a visão da luz ao fundo do túnel, uma imagem que demora a tornar nítida a “normalidade”.

Esse novo tempo, onde colocaremos na prática novas competências e oportunidades, que estando antes presentes, não eram visíveis. Um novo tempo para estabelecer uma dinâmica de encontro do equilíbrio, entre o que foi e o que será.

Decisões conscientes

Vivemos limites no confinamento, vimos uma seleção natural, se justa ou injusta, depende do olhar de cada um. A evolução da espécie, assenta, segundo Darwin, sobre o seguinte: “os que melhor se adaptam às mudanças, sobrevivem”.

Neste período presente, tornou-se claro  a importância de analisar profundamente tudo o que envolve o negócio, principalmente quando se trata de uma Pequena e Média Empresa (PME).

Mais do que uma estratégia, nesta fase é necessário saber o que fazer e o que não fazer. Como refere Jim Collins, atingir o óptimo não depende das circunstâncias, mas em grande parte de escolhas conscientes.

Na empresa Paulo de Vilhena é o que fazemos enquanto Consultores Empresariais, vamos ajudá-lo a tomar decisões mais conscientes.

Fale comigo, sozinho será mais difícil!